imagem - Logotipo Pousada Arco Íris

Ecomania

AS BROMÉLIAS

O Poço da Vida

Sua presença no planeta data de algo em torno de 36.000.000 de anos, mas conta a história que Colombo ao descobrir a América, descobriu também o abacaxi. Levou-o para a Europa e a partir daí, o abacaxi caiu no mundo, sendo até hoje o membro mais conhecido da família bromeliácea, composta atualmente de cerca de 50 gêneros e aproximadamente 3000 espécies. Sua maioria absoluta ocorre nas regiões tropicais das Américas e apenas uma espécie em restrita região da África. Planta típica do Novo Mundo, a bromélia vai da região norte do Chile e da Argentina (L 44 S) até o sul dos Estados Unidos (L 37 N), com predominância absoluta no Brasil, América Central e México. Desde o nível do mar até a mais de 4000 m de altitude, sobrevive nos desertos, nas matas úmidas e suporta, tanto as temperaturas baixas, próximas de 0, quanto as areias e rochas escaldantes, como algumas das espécies de Búzios. Podem ser enormes, com até 10 m ou minúsculas, de 4 a 5 cm.

Existem as terrestres, outras são rupícolas (que vivem sobre pedras), mas a maioria é epífita (que vive em galhos ou nos troncos de outras árvores). A bromélia não é parasita, suas estratégias vegetativas são variadas e sua capacidade de adaptação é ímpar no grupo vegetal. As Tillandsias, conhecidas como plantas aéreas têm suas folhas cobertas de "pêlos" (tricomas foliares) que tem uma grande capacidade de absorção de água e nutrientes, fazendo com que suas raízes sirvam meramente para a fixação da planta. O Brasil é privilegiado em bromélias, pois aqui ocorrem quase todos os gêneros e as descobertas e os endemismos (plantas restritas a uma área) ainda acontecem com certa frequência.

Destaca-se a Mata Atlântica no país e nela as áreas de restinga, onde Búzios aparece bem representado, com grande número de bromélias e com a característica específica de uma expressiva variedade de gêneros.

Desde a gigante Aechmea Floribundum com mais de 2 m de altura, a resistente Neoregelia Cruenta, a área Tillandsia Stricta, os Cryptanthus, mais conhecidos como as estrelas da terra, até a interessante Vriesea Sucreii com sua estonteante inflorescência vermelha.

Seja por sua importância ecológica, quanto pelo reduzido número de algumas espécies mais cobiçadas e/ou pela simples aniquilação de outras por diversos motivos, é de fundamental importância que as bromélias permaneçam em seus habitats e continuem compondo o patrimônio natural da região. Denuncie o extrativismo e/ou destruição dos habitats e recuse a compra de plantas do mato, certificando-se de sua origem e optando pelos cultivadores que fazem a reprodução por semeadura.

A natureza, o planeta e todos nós agradecemos.

Pousada Arco Íris de Búzios - Todos os direitos reservados